Agora no Blog

quinta-feira, 29 de março de 2012

Fordlândia, um tesouro da História em Aveiro.

Galpão próximo ao trapiche

Interior do Galpão
Igreja Católica
Muitas são as versões do que realmente aconteceu para que o projeto de Henry Ford I viesse a fracassar. Alguns comunitários até colocam à prova se o projeto de extração látex era realmente o foco principal de Henry, insinuando que o látex seria uma espécie de camuflagem de um projeto muito maior, como extração de ouro e pedras preciosas. Enfim, o que se toma por verdade hoje na Vila de Fordlândia e no mundo sobre essa história , foi que a suas plantações de Seringas foram dizimadas por pragas. Outro fator responsável por romper de vez o projeto, foi a chegada de novas tecnologias que permitiam fabricar pneus de derivados do petróleo, deixando um rombo de mais de R$20.000.000 de dólares de prejuízo a Henry.







Tudo se iniciou em 1927, e em 1945 o sonho terminou, quando seu neto Henry Ford II assumiu a empresa, depois da morte do pioneiro, e através de um decreto decidiu finalizar a plantação de seringueiras no Brasil. 
Hoje, o município tenta recuperar o galpão próximo ao trapiche (foto acima). Porém, esse ano teve problemas com o IPHAN depois de uma denúncia de vandalismo na vila Americana, chegando a ser notificada pelo Ministério Público para adoção de melhores medidas de conservação, por ser patrimônio histórico.   
Escola Sagrado Coração de Jesus









A belíssima Igreja Católica se destaca na paisagem de entrada da Vila. Em um certo horário do dia, o sino é tocado, podendo ser ouvido por quilômetros de distância.






A Escola Sagrado Coração de Jesus, onde hoje funciona o ensino fundamental, além do ensino médio modular, servindo de anexo à escola Eduardo Angelim. Antes, somente freiras eram professores nesta escola.












 A sala de comando das máquinas, agora em ruínas.(foto ao lado)







Veículo camuflado, popularmente conhecido na vila como "Sadan".
















Ainda encontram-se documentos raríssimos trancados a chaves, mesmo assim muitos já foram perdidos.











 A imensa Caixa d'água, ainda na ativa hoje, é um dos cartões postais da Vila.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor seja Educado ao Comentar as Postagens.
Agradeço!